EMAE executa ações de limpeza no rio Pinheiros em combate aos pernilongos na região

Em apoio à prefeitura da capital, agentes da empresa aplicam larvicida e removem vegetação para evitar a proliferação do mosquito

 

Desde 14 de setembro, a Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE) vem executando ações complementares à secretaria municipal de Saúde ao longo do Rio Pinheiros em combate aos pernilongos (Culex quinquefaciatus).

Com o apoio de duas picapes e três barcos, cerca de 20 agentes estão aplicando larvicida biológico e removendo vegetação em diversos trechos das margens do rio, incluindo as regiões da Usina São Paulo e do canal Guarapiranga.

Desde 2019, início do Programa Novo Rio Pinheiros, a EMAE vem fazendo o desassoreamento (aprofundamento), a remoção de resíduos sólidos e de vegetação aquática, bem como a roçagem e limpeza dos taludes. Somente com desassoreamento, foram retirados 240.595 m³ de sedimentos, o equivalente a capacidade de mais de 15 mil caminhões basculantes. Sobre o lixo flutuante, já foram removidos mais de 12 mil toneladas de resíduos. Os contratos para coleta e tratamento de esgoto estão em andamento e já retiraram 6,7% da carga orgânica dos córregos da bacia, o que corresponde a quase 36 mil imóveis.

As ações relacionadas ao controle, monitoramento de focos e combate à proliferação de pernilongos são realizadas pela Prefeitura do Município de São Paulo em toda a extensão do Rio Pinheiros, juntamente com as ações de remoção de vegetação aquática, roçagem de vegetação marginal e retirada de lixo que são executadas pela EMAE.

Vale destacar que as altas temperaturas atípicas nesta época do ano, bem como a ausência de chuva em período de estiagem facilitam a propagação do mosquito. Além dos trabalhos realizados pelos órgãos, o apoio da população é fundamental, não jogando lixo em córregos, bueiros e valetas.