EMAE assina contrato para a implantação de subestação na Usina São Paulo

A estrutura será construída no conceito GIS de isolamento a gás


Nesta terça-feira, 5 de maio, foi assinado na Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente o contrato do projeto para o fornecimento, instalação e implantação de uma subestação compacta a gás na Usina São Paulo. O consórcio que implementará a obra é o TSEA Energia/HERSA.

Participaram do evento, o secretário Marcos Penido, o presidente da EMAE - Empresa Metropolitana de Águas e Energia, Marcio Rea, os diretores da companhia, Itamar Rodrigues e Luigi Lazzuri Neto, além de Flavio Beloto Gonçalves e Paulo Benites, do consórcio TSEA Energia/HERSA.

“Precisamos modernizar nossos equipamentos para garantir menor impacto ambiental, maior produtividade e mais segurança às equipes de operação e manutenção da usina”, explica o secretário Marcos Penido. O presidente da EMAE, Marcio Rea, lembrou que a nova subestação faz parte de um grande programa de modernização de equipamentos da empresa e mostra o seu compromisso com a qualidade dos serviços que presta à sociedade.

Mais moderna e compacta em relação à ETU (Estação Transformadora de Usina) já existente no local, a nova subestação será construída no conceito de GIS (subestação isolada a gás). A instalação terá prazo de 11 meses para ser concluída e mais um mês de operação assistida.

O objetivo do projeto orçado em R$ 40,9 milhões é aumentar a confiabilidade e segurança da subestação, que alimenta a Usina São Paulo e, como a nova ETU ocupará uma área menor, possibilitará o aproveitamento das áreas periféricas da usina, contribuindo assim para o projeto Novo Rio Pinheiros do Governo do Estado de São Paulo.