EMAE apresenta Plano de Ação de Emergência de barragens para prefeituras

Presidente da empresa, Ronaldo Camargo, explicou pontos do documento a representantes de prefeituras e defesas civis de várias cidades do estado

A EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia) apresentou, nesta quinta-feira (9), durante evento na Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), o Plano de Ação de Emergência (PAE) das barragens que pertencem à companhia para representantes de prefeituras e defesas civis das cidades que estão no entorno das represas. No total, foram entregues 19 planos para atender às exigências da Política Nacional de Segurança de Barragens.

O evento contou com a presença do secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, do presidente da EMAE, Ronaldo Camargo, do gerente de Engenharia da companhia, João Ribeiro da Costa Neto, e do coordenador do departamento de Engenharia Civil, Júlio Pinfari.

Durante o encontro, os diretores da EMAE puderam explicar os diversos pontos do documento, entre eles, procedimentos de notificação e alerta, mapas de inundação, sinalização de rotas de fuga, bem como o fluxograma de notificação em situações de emergência. Após a divulgação, a plateia pôde fazer perguntas e esclarecer dúvidas sobre o plano.

Segundo o presidente da EMAE, Ronaldo Camargo, a empresa foi uma das únicas do setor elétrico a organizar um encontro para comunicar a entrega dos PAEs e mostrar a estrutura dos planos aos municípios, reforçando a transparência que a companhia tem com a população que trabalha e vive nos arredores das barragens.

“A EMAE tem uma grande responsabilidade e, a cada dia, temos nos aprimorado na questão da segurança. Com a divulgação dos Planos de Ação de Emergência não poderia ser diferente”, afirmou Camargo.

Para Marcos Penido, o trabalho dos profissionais da EMAE merece ser exaltado. “A entrega do Plano de Ação de Emergência elaborado pela equipe técnica da EMAE é muito importante para todas autoridades municipais sobretudo para a segurança e tranquilidade da população do entorno”, disse.

Ronaldo Camargo destacou, ainda durante o encontro, a reclassificação da barragem de Pirapora do Bom Jesus de classe A para classe B, após nova vistoria da ANEEL. O resultado, que está disponível no relatório “Classificação das Barragens Ciclo 2018” no site da agência, foi obtido a partir da análise dos dados enviados pela própria EMAE por meio do preenchimento dos Formulários de Segurança de Barragens (FSB) e de informações obtidas por meio de fiscalizações realizadas pela agência reguladora.

 Clique aqui e veja a apresentação realizada no dia do evento.