EMAE e SIMA se reúnem com comitiva canadense para discutir acordos de cooperação

Participaram do encontro membros de Fundo de Previdência dos Professores de Ontário e do Consulado do Canadá no Brasil

 

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE) e a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo se reuniram hoje (2), na sede da empresa, em São Paulo, com integrantes do OTPP (Ontario Teachers' Pension Plan), que é o Fundo de Previdência dos Professores de Ontário, e do Consulado do Canadá no Brasil, para discutir futuros investimentos em projetos.

A organização independente, que é responsável pela administração de pensões e benefícios dos professores de escolas da província canadense, tem US$ 3 bilhões aplicados no Brasil e buscam novos investimentos. “O Brasil é um país de oportunidades e é isso que queremos”, afirmou Antonio Loureiro, responsável pela gestão de capitais do fundo.

Durante o encontro, o presidente da EMAE, Ronaldo Camargo, falou com entusiasmo sobre a possibilidade de novos negócios e enfatizou a busca da companhia por parceiros comerciais de peso. “Além dos contratos que já temos com a Petrobras e a Gasen, em pouco tempo, agregaremos outras empresas de renome, como a Cosan e a Siemens. Estamos trabalhando dentro da política do Governo do Estado e da Secretária de Infraestrutura e Meio Ambiente de alinhar a imagem da EMAE somente a parceiros ‘top’ de linha”, afirmou. O executivo fez questão de enfatizar que as portas da EMAE estão abertas para reuniões posteriores.

O secretário-executivo da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, Luiz Ricardo Santoro, abordou a atual dinâmica da pasta, que agrupa três secretarias em uma só: Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Saneamento e Energia. “Sob a nossa gestão, além da própria EMAE, temos CETESB, Sabesp, DAEE, Fundação Florestal e o Zoológico de São Paulo. Essa junção permite uma total integração entre as várias equipes e a otimização dos trabalhos.”