Meio Ambiente EMAE

Consciente de que a responsabilidade com o meio ambiente é um compromisso com a sociedade, a EMAE desenvolve e implanta programas que incentivam a sustentabilidade.

Uma das práticas adotadas pela companhia é o gerenciamento de resíduos, onde recolhe e destina materiais recicláveis para cooperativas, contribuindo para a manutenção de dezenas de postos de trabalho. A empresa também destina adequadamente materiais como pneus recolhidos no canal Pinheiros, filmes radiográficos, lâmpadas contendo vapor de mercúrio, pilhas e baterias, óleo lubrificante, óleo de cozinha, cartuchos e tonners de impressão, além de contar com a logística reversa, em consonância com a Política Estadual de Resíduos Sólidos.

Já os resíduos de poda são encaminhados para processos de compostagem ou aterros sanitários, para onde também são encaminhados os demais detritos, incluindo o lixo retirado dos rios Pinheiros e Tietê que aflui às estruturas da empresa.

A companhia busca, ainda, soluções viáveis para compatibilizar a geração de energia, o uso múltiplo das águas e as políticas de saneamento, incorporando a preservação do meio ambiente no planejamento dos empreendimentos, obras e serviços, que já nascem com essas características.

Para o desenvolvimento de suas atividades, a EMAE está presente, de maneira direta ou indireta, nas bacias do Alto e Médio Tietê e da Baixada Santista, que são essenciais para a geração de energia por meio de suas usinas hidroelétricas. Por isso, a gestão dos recursos hídricos dessas bacias é uma preocupação constante da empresa, principalmente em decorrência de estarem localizadas em áreas densamente povoadas e sujeitas aos impactos da ocupação humana.

Dessa forma, incentiva ações que promovam a recuperação de áreas suscetíveis a invasões e degradações e a adoção de práticas que combinem a preservação ambiental com a atividade humana, fomentando, assim, ações que ajudem a melhorar a qualidade de vida dessa população e, ao mesmo tempo, conservem os mananciais, promovendo o uso do espaço de forma sustentável e condizente com a lei.

Nesse contexto, já destinou mais de 2 milhões de m² de margens e bordas para criação de parques lineares e áreas de lazer para uso da população do entorno desses locais, sempre em parceria com os poderes públicos, buscando a ocupação desses entornos com equipamentos de lazer e prática de esportes (campos de futebol, rampas de barcos e áreas de contemplação).

A Emae também participa da “Operação Defesa das Águas”, ação de iniciativa do Município de São Paulo com o apoio de órgãos do Governo do Estado, que visa a proteção dos principais mananciais localizados na cidade. A ação tem o objetivo de fiscalizar e desfazer ocupações irregulares.

Outra ação realizada pela companhia é a constante retirada da vegetação e do lixo que chegas às suas estruturas e reservatórios, principalmente nos períodos chuvosos, quando o aumento da vazão desses corpos d’água arrasta os detritos que estão em margens e remansos dos rios e córregos.

A remoção desses resíduos, que são encaminhados para descarte adequado em aterros sanitários oficiais, também auxilia no combate à proliferação de insetos e mosquitos.